quinta-feira, 11 de agosto de 2011

O fim de uma Era


Primeiramente, fica claro que o Perrella avisou que não se tentaria mais uma eleição para esfriar os ânimos da torcida.

Mesmo enferrujado ele é macaco velho e conhece muito bem a torcida, depois de mais de 15 anos comandando o clube.

A participação dos Perrellas no Cruzeiro que, portanto, chega ao fim, foi marcada por duas fases. Nos primeiros 9 anos de sua administração o Cruzeiro ganhou 9 títulos importantes (considerei títulos importantes tudo que fosse oficial e que não fosse estadual). Além disso o Cruzeiro ainda fez algumas finais de títulos que não levou.

Essa é lista dos mais importantes títulos de 1995 até 2003:

1996 - Copa do Brasil
1997 - Taça Libertadores
1998 - Finais da Mercosul, Copa do Brasil e Brasileiro. Venceu a Recopa Sulamericana
1999 - Venceu a Copa Centro Oeste
2000 - Venceu a Copa do Brasil e fez a final da Sul Minas
2001 - Levou a Sul Minas
2002 - Mais uma Sul Minas
2003 - Copa do Brasil e Brasileiro

De 2004 para frente a fase ficou negra. Depois de vencer pelo menos um titulo importante por ano e disputar varias finais o Cruzeiro ficou em branco.

A partir de 2008 o time volta a Libertadores e em 2009 disputa a final. Essa foi a única final de título importante disputada pelo clube desde de 2004 até hoje.

Em 2010 o time conquista o segundo lugar no Brasileiro, mas essa posição só foi conquistada na última rodada e durante o campeonato o time não esteve em nenhum momento em posição clara para conquista do título.

Se você pensar na média e dividir os títulos entre os anos de administração Perrella, o Cruzeiro comemorou um título importante a cada 2 anos. Uma média excelente.

Mas na prática esse buraco de 2004 para cá fez muita diferença. Enquanto o Cruzeiro passava em branco, nossos principais adversários trataram de ganhar títulos.

Títulos dos nossos grandes adversários de 2004 pra cá:

Flamengo - 1 Brasileiro e 1 Copa do Brasil
São Paulo - 1 Libertadores, 1 Mundial e 3 Brasileiros
Internacional - 2 Libertadores e 1 Mundial
Corinthians - 1 Brasileiro e 1 Copa do Brasil

Por isso Sr. Perrella, mesmo que a média do seu mandato seja excelente, esses 8 anos de vazio são realmente inaceitáveis. Não adianta também comparar com outros períodos sem títulos como a tenebrosa década de 80. O Cruzeiro está agora em outro patamar. O senhor mesmo colocou o Cruzeiro nesse patamar. E agora é sua obrigação e de todos os dirigentes que ainda virão, lutar com todas as forças para manter o Cruzeiro no lugar onde ele merece estar, que é entre os grandes clubes desse país.


2 comentários:

Anônimo disse...

Caro amigo Alexandre,
como grande parte da torcida vinha pedindo e exigindo, a era Perrela é passado.
Gostaria muito de saber o que o futuro nos reserva.
Acho que os Perrelas serão lembrados como presidentes vencedores que o Cruzeiro teve.
O futebol brasileiro está em uma época de mudanças e não tenho muitas esperanças de melhoras para os times fora do eixo.
Tenho muito medo de que a "atleticanização" do Cruzeiro atinja também a área da presidência, com aventureiros indo e vindo todo ano, protestos de mês em mês nas portas da cede e coisas assim que estamos cansados de ver do lado rosado.
Os Perrelas pelo menos tinham uma certa moral e não deixavam a coisa virar bagunça.

sei não .... sei não ...

Júlio Assunção

Alexandre disse...

Julio,

Concordo com você velho. O Zezé é muito influente. O cara tem uma força politica que não tem tamanho, e mesmo assim as vezes ainda apanha do eixo.

Um novo presidente que não seja tão astuto quanto o Perrella vai ser engolido por outros dirigentes mais safos.

A gente precisa de um cara tão fodão quanto foi o Perrella quando assumiu. Só que eu também não conheço esse cara e não vejo ele chegando ao Cruzeiro.

Mas por outro lado não vejo o Perrella tão empolgado para ser esse cara fodão que ele já foi.

È realmente um fim de uma Era e isso viria mais cedo ou mais tarde.

Agora é torcer pois o futuro com certeza é incerto.