segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ganhamos um Ponto

Ninguém pode dizer que perdemos pontos no jogo contra o Palmeiras.
Na verdade ganhamos um ponto suado em São Paulo.
Nesse podcast tratamos dos assuntos desse jogo e falamos um pouco do ex-clássico.


Ouça no Player
ou baixe para ouvir quando e onde quiser
(Clique direto ou com o botão direito do mouse escolha as opções 'Salvar como' ou 'Salvar Link como')
Entre em contato com a Rádio Raposa pelo email:
radioraposa@gmail.com

3 comentários:

RÁDIO RAPOSA disse...

Música de Hoje
Psycho Therapy do Skid Row.
Pedido do __CaVeirA__ da comunidade da ROCKZEIROS no orkut.
VALEU!

Alexandre disse...

Galera, podcast muito bom, depois desse longo hiato. Pena que o jogo não ajudou muito.

Vamos aos comentários.

Rafael

Eu estava cornetando ele durante o jogo, pq tbm acho que ele não passa muita segurança. Ai um colega que é goleiro falou que é foda o goleiro sem ritmo de jogo. Sofre mais do que o jogador de linha. Acho que é isso, pq na seleção ele jogou muito bem, sempre seguro. Tá faltando ritmo.

Gilberto

Concordo com o Júlio, tá muito problemático. De 3 entrevistas 5 são falando que ele quer encerrar a carreira. Cartões vermelhos, penaltis, e agora essa de aposentar. Tá muito osso. Acho melhor sair.

Montillo

Cara, será que o Emerson Ávilla não houve a rádio raposa? A rádio sabe, a torcida sabe, os adversários sabem, todo mundo sabe que o Montillo não pode jogar no ataque, recebendo a bola de costas para os zagueiros. Assim ele vira presa fácil. É brincadeira!

Podcast

Gostei da idéia de gravar mais um em. Vocês aproveitam a gravação e já deixam mais um na agulha, muito bom!

Abraços galera.

Carlão Azul disse...

Pelo que vejo estamos afinados. Quase tudo que disseram corresponde ao que tenho visto. Gilberto ta muito chateado, do mesmo jeito que estamos com o desempenho dele. Papai Joel, tchau, para numca mais voltar.

Quanto ao timeco de Vespasiano, acho que a reação vai parar por aí, aliás, tem de para, 2012 é ano de segundona pra elas, elas gostam.

Abração Pessoal.