sexta-feira, 16 de abril de 2010

Muito por pouco

Colo Colo vs Cruzeiro (Sexta-feira, 16 de Abril de 2010)

Esperava-se mais deste jogo. Esperavava-se uma pressão maior. Parecia que nem os próprios chilenos acreditavam no ''quase milagre''.
A verdade é que Colo Colo já vivia dias de tensão, sob protestos de sua torcida e a iminência da queda de seu treinador.
É verdade que os ânimos estiveram em alta por alguns instantes, tanto durante o primeiro tempo como no segundo. Mas nada que nos tirasse dos eixos. Fogo de palha. Puro desespero.
Não fizemos uma grande partida, mas o que fica de positivo mesmo é a superação. Soubemos jogar com a vantagem.
Sair classificado daquele que era visto como ''o grupo da morte'' faz do Cruzeiro um dos grandes favoritos ao título, independentemente de não termos conquistado a primeira colocação.
A vaga é nossa em definitivo. E com todos os méritos. Agora é momento de comemorar.

'' A salada do Adilson ''

Adilson Batista, hoje vc será criticado.

Calma! Calma! Antes de começar, seria justo lhe parabenizar pela postura de nosso time como um todo. Mais uma vez, o grupo demonstrou amadurecimento. E isso é visível. Em se tratando de Taça Libertadores, tal fator pode ser decisivo. Que contiuemos desta forma.
Ressalvas a Gil e Leo Silva, que perigosamente entraram na onda das provocações chilenas.

Porém, eu gostaria de ressaltar também os seus excessos, meu caro.
Você mexeu demais no time. Não precisava de tudo aquilo!
Eu, pelo menos, como mais um pseudo-analista de nosso futebol, penso assim.
Foram 3 substituições praticamente jogadas fora. Do ponto de vista tático, uma já bastaria. E mesmo assim, feita de uma outra forma.
Sacar o Diego Renan para colocar mais um zagueiro foi de doer. Eu teria feito diferente. Simplesmente deslocaria o mulambento Marquinhos Paraná para a esquerda, mantendo assim o Fabinho em campo. Que aliás, fazia boa partida, sendo cumpridor de suas funções.
Se a idéia era evitar as investidas chilenas pelo setor esquerdo, fica aí a dica...

Sobre as outras duas mudanças, pouco tenho a dizer. Talvez eu nem as tivesse feito. Ou então, teria optado por outros nomes.
Acho que o Róger foi colocado numa fogueira.

'' Poderíamos ter saído com a vitória...''

O que faltou para que o time conquistasse a primeira colocação ???
Confesso que por alguns instantes, cheguei a pensar em falta de ambição. Bobagem!
Temos o péssimo hábito de pensar que é fácil, simples. Não é. Detalhes importantes, inevitavelmente, escapam sempre aos nossos olhos.
Não vivemos o dia-a-dia do clube, muito menos somos nós que ficamos à beria do campo. Ou dentro dele.

Fato é que desde o começo, ficava cada vez mais nítido que o nosso ataque não funcionaria sem o Kléber. Não era jogo para o W. Paulista. Este não viu a cor da bola. Isolou-se no ataque, em meio aos zagueiros do Colo Colo.
É simples: sem poder ofensivo, sem gols.
E ainda acho que diante de tamanha dificuldade, um gol foi muito. Valeu por três. E que gol lindo!

As intervenções do AB também atrapalharam, haja vista que nem mesmo depois da expulsão de um jogador chileno, tivemos equilíbrio para buscar mais um gol.


'' Segue a luta...''

A consequência maior deste empate virá em breve, quando finalmente conhecermos o nosso adversário nas oitavas de final.
Mas sempre é bom lembrar daquela velha máxima do esporte, de que time que quer ser campeão, não escolhe os seus adversários.
Já andei sondando por aí, e pude perceber que o respeito colorado (um dos adversarios mais prováveis) é recíproco.
E é até engraçado isso, pois nos esquecemos, às vezes, que fazemos parte do seleto grupo dos temíveis deste continente.
Não podemos jamais esquecer de nossas forças e tradições. Seja quem for, o Cruzeiro tem que se impôr. É páreo duro pra qualquer um!


'' Thiago Ribeiro, o craque ''


Futebol não é só técnica. É raça, vontade, humildade, comprometimento e profissionalismo também.
Além do belo gol, o atacante celeste mostrou mais uma vez a sua grande importãncia para o grupo. Ele tem sido um dos líderes de nossa campanha rumo ao tão sonhado Tri. Está em ótima fase e a cada dia se firma mais como titular absoluto da equipe.
Mais uma vez o camisa 11 jogou pelo time. Não entrou em provocações. Ajudou na marcação. Atacou. Fez tudo aquilo que se espera dele.


'' Ipatinga ''

Será um grande adversário. Não tenho dúvidas quanto a isso. Eles estão mordidos.
O Tigre, seguramente, tentará explorar de todas as formas o nosso cansaço. Mas não é só por isso que devemos tomar todos os cuidados.
O jogo de bastidores está quente! Mais uma vez, a arbitragem está na berlinda.
O campeonato mineiro é ou não é uma grande piada de mal gosto?!

Saudações celestes.

Avante, Cruzeiro!


postado por Gustavo Campos

4 comentários:

RÁDIO RAPOSA disse...

Tá certo, tirar o Fabinho complicou o jogo. Mas o Thiago Heleno ajudou a fechar a defesa, foi nescessário.
Achei que o time mostrou muita vontade de ganhar essa Libertadores e por isso mesmo não quis arriscar.
E venha quem vier, o Cruzeiro tem time pra seguir em frente!

Júlio Rádio Raposa

Carlão Azul disse...

Quem sabe o Fabinho não saiu pra ser poupado? Ele tá sendo fundamental na proteção da zaga e me parece que ele tava sentindo o tornozelo, será? Mas realmente acho que se não for por lesão ele deveria ter ficado, que saísse o M.Paraná. Mas estou satisfeito com o jg porque o que importa nós conseguimos que foi a classificação é isso que REALMENTE CONTA, e esse negócio de dar espetáculo... isso é pra artista circense. Prefiro ver o Cruzeiro vencendo ou empatando seus jogos mas seguindo em frente nas competições que fazendo exibições e vou mais longe, acho que assim será até melhor para não dar aos jogadores uma confiança exagerada. Eles tem de ter consciência que a cada fase os jogos vão ficando muito mais complicados.

Abraços amigos.

Saudações Celestes

Twitter SouCruzeirense

Sou Cruzeirense – Blog
CRUZEIRO: O MELHOR TIME BRASILEIRO DO SÉCULO XX
Clique AQUI e visite a Seção de Brindes do Sou Cruzeirense

Bruno disse...

Ja falava a muito tempo sobre uma maior proteção a zaga, que sempre esteve sobrecarregada, e neste caso o Fabinho encaixou como uma luva no time.
Vamos pra cima do Ipatinga, e que ganhemos, nem que seja de meio a zero.
Depois teremos uma semana para descansar o time, para em seguida depenar as Frangas Rosadas (se passarem pelo Democrata), que terão um jogo duro no meio da semana contra o Sport.

Alexandre disse...

E ai galera.

Meu comentário é curso e simples. Agora o Cruzeiro consegiu bastante tempo pra descançar e não precisa mais reclamar. Tá de parabéns.