quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Nem Urubu, Nem Gambá...


Cruzeiro vs Flamengo (Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010)

O Raposão é o legítimo dono do Parque do Sabiá!
A vitória de ontem por 1 a 0 contra o Flamengo teve um sabor diferente, assim como contra aquele time malcheiroso de São Paulo.
O Cruzeiro mostrou, definitivamente, que Minas veste Azul.
E qualquer tipo de manipulação - seja de imagem ou áudio - já não faz tanto efeito. Mostramos a nossa força na região do Triângulo.
Valeu, China Azul!

Aos trancos e barrancos...

Foi assim mesmo. Com superação, raça e total consciência de nossas atuais limitações, atroplelamos: 1 a 0
Sim, goleamos pelo placar mínimo.O valor é o mesmo.
Um time que como o nosso vive uma grande reformulação no elenco, deve valorizar qualquer vitória, cada posição conquistada.
Mesmo jogando contra um time bem capenga, obviamente.
A propósito, esta edição do Brasileirão vem premiando o futebol taticamente aplicado, de marcação forte e de velocidade nos contra-ataques. É o que demanda esta grande escassez de talento vista ultimamente.
E foi exatamente assim que jogamos ontem. Organizados na defesa e na região do grande círculo, impedimos os avanços rubro-negros e alimentamos o ataque. Este, por sinal, deve parar de perder tantos gols.
O nosso adversário, por sua vez, pouco nos incomodou. O time da Gávea também tem lá os seus problemas. E isso foi visível.
Triste é ver a maneira como somos tratados pela própria imprensa mineira.
Em boa parte do tempo, assisti o jogo quase que simultaneamente pela Globo Rj e pelo canal PFC, com Marcos Leandro na narração e Bob Faria nos comentários; e, por fim, preferi assistir os últimos vinte minutos da peleja através da Globo RJ.
Aqueles são cariocas, pelo menos...

1 a 0 de novo!

Vencemos mais uma. O sétimo triunfo na competição veio com um placar magrinho, assim como em outras quatro oportunidades.
Contra o Botafogo, no Mieirão; o Goiás, na Arena do Jacaré; o time zebrado de Vespasiano, também na Arena de Sete Lagoas; aqule time malcheiroso de São paulo, no Parque do Raposão; e esta última, contra o nosso freguês de carteirinha, o Flamengo, também no Parque do Raposão.
Vale três pontos do mesmo jeito. Quem dera se fosse sempre assim.

Setor defensivo

Continua firme. Antes, digno de nossas maiores preocupações, agora vem se tornando a chave de nossos sucessos.
A coisa parece estar mesmo funcionando com três zagueiros, muito embora os volantes tenham uma grande parcela nisso aí.
Que permaneça desta forma, pois com dois laterais frágeis em tal função, não vemos, realmente, outra solução para este setor.

Setor ofensivo

Que ninguém ouse dizer que o esquema com três zagueiros está atrapalhando a equipe lá na frente. As inúmears chances criadas nas últimas duas partidas provam isso.
Resumo a questão em dois pontos básicos, um deles já abordado aqui dias atrás.
A falta de uma referência dentro da área persiste. E este problema merece ser visto com total atenção, afinal de contas não conseguiremos vencer sempre com o placar mínimo. Que venha o Ernesto Farias!
O outro problema deverá ser resolvido com o passar das rodadas, haja visto o desentrosamento dos homens da linha de frente.
Montillo ainda está se adaptando. Os atacantes recém contratados também precisam de tempo.

Palmeiras

O nosso próximo adversário vem de dois bons resultados e vai jogar diante de sua torcida.
Algum problema?
O Cruzeiro sempre faz bons jogos contra o Palmeiras, mesmo jogando em terras paulistanas.
Creio que este será um grande clássico. Só a vitória interessa e mantém vivo o sonho de lutar pelo caneco.
O líder, já deu sinais de cansaço...

Saudações celestes.
Avante, Cruzeiro!

Postado por Gustavo Campos

3 comentários:

RÁDIO RAPOSA disse...

O Cruzeiro jogou muito bem ontem contra o flamengo!
No final estava voando baixo!
Boto muita fé nesse time.
É só questão de ajustes. Como disse o Gustavo, o líder está dando sinais de cansaço. O Cruzeiro vei estar em ponto de bala na reta final.
Dá gosto de ser Cruzeirense quando o time joga assim.

gustavo disse...

As coisas estão melhorando para nós, e ainda vejo aonde crescermos.
Quietinhos, sem muito barulho, chegamos longe.
Que os jogadores fiquem inteiros até o fim do campeonato, longe das contusões e de outros problemas, como o excesso de cartões.
E que venha o melhor entrosamento e a melhor formação possível. Acho que o Cuca, em breve, deixa tudo organizado, à sua maneira.
Vamo que vamo!

Bruno disse...

O Farias precisa ser testado.
Alguém tem notícias do Leonardo Silva e do Gilberto? Precisamos deles, o Léo Silva tinha previsão de retorno para setembro...e o Gilberto?